RESIDÊNCIA ARTISTICA - SP
PROGRAMA COM ACOMPANHAMENTO PARA ARTISTAS COM ISABELLA RJEILLE

Arte Sonora (1).jpg
  • CURADORA CONVIDADA: Isabella Rjeille

  • ENCONTROS COM A CURADORA: 8 encontros presenciais 

  • ENCONTROS COM CONVIDADOS: 2 encontros

  • ENCONTROS COM A CASA: 4 encontros virtuais

  • LOCAL: Vila Madalena - SP

  • VISITAÇÃO: agendamento - instagram  ou whatsapp

  • HORÁRIO/DIA: A ser definido com grupo selecionado

  • DURAÇÃO: 2 meses | 1 encontro por semana

  • EXPOSIÇÃO: outubro

  • PROGRAMA: detalhes abaixo

  • VALORES (indicar preferencia/possibilidade na inscrição):

    • 1 Vaga com bolsa integral

    • 1 - 2 vagas  R$750 por mes  (meia bolsa)

    • 1 vaga valor integral = R$1.500 por mês (totalizando R$3.000)

  • DÚVIDAS: info@casadaescadacolorida.com

CHAMADA ABERTA 


Esta é uma Chamada Aberta para o 5º ciclo do Programa de Residência Artística, sendo o 1º na cidade de São Paulo, voltado para artistas visuais que trabalham com diferentes mídias e que residam na cidade de São Paulo. Com base nas inscrições (link acima) e na entrevista com as Diretoras Artísticas da Casa, serão selecionados 3-4 artistas para participar de um programa presencial de 2 meses de duração, acompanhado pela curadora Isabella Rjeille, com início previsto para a 1a semana de agosto de 2022 e exposição de encerramento em outubro.


A Casa da Escada Colorida, em parceria com a SITAWI, dará uma bolsa integral e uma meia bolsa - para custear o programa de residência a um/uma artista interessado em pesquisar o tema de conexões para fomentar mudanças, que tenha como objeto de sua pesquisa e prática questões socioambientais e que proporcionem diálogos entre diversos saberes e grupos. 

 

SOBRE O PROGRAMA

 
O programa é presencial  (para programa virtual: aqui) e tem como principal objetivo o desenvolvimento de uma projeto artístico  com o  acompanhamento de Isabella Rjeille. As dinâmicas dos encontros serão em reuniões coletivas e individuais nos quais os  artistas serão apresentados a possíveis interlocutores de seus trabalhos. Eles também serão instigados por meio de exercícios, que possam fornecer novas perspectivas para suas poéticas, bem como auxiliar cada artista a formular discursos sobre seu próprio trabalho.
 
Ao final do ciclo será realizada uma exposição coletiva e aberta ao público no próprio local da residência na qual os artistas apresentarão os resultados de seus trabalhos desenvolvidos ao longo desses 2 meses. 

Os ateliês e encontros ocorrerão e contarão com 3-4 artistas residentes que compartilharão o ambiente de trabalho na Rua Turi. 213, Vila Madalena. (agendamento visitação :  instagram  ou whatsapp)

 

encontros

 

  • 8 encontros presenciais (um por semana, com duração de 2h), em grupo de 3-4 ou individuais realizados com Isabella Rjeille

  • 2 encontros com curadores/críticos visitantes, a serem escolhidos pelos artistas residentes;

  • 4 encontros virtuais com a equipe da Casa da Escada Colorida (detalhe abaixo)

  • Após o encerramento do programa, os residentes farão parte do alumni da Casa da Escada, podendo participar de conversas, palestras e aulas regulares, em conjunto com artistas e pesquisadores de outros ciclos de residência da Casa da Escada Colorida. Exemplos de  temas abordados nesses encontros são Precificação, Direitos Autorais e Editais.  


Infraestrutura:

 

Os residentes terão acesso 24 horas/7 dias na semana ao imóvel, com mesas de trabalho, cadeiras, wifi, armário, acesso à área de convivência com quintal e copa. 

SOBRE O ESPAÇO E PARCERIA COM A CASA ABERTA

A Casa Aberta é um espaço cultural e ateliê fundado em 2018 e dirigido pela curadora e educadora Viviane Tabach e pelo arquiteto, artista e produtor cultural Tomas Faria.

 

A Casa da Escada Colorida é um centro de artes localizado no Rio de Janeiro, que promove residências artísticas e curatoriais, cursos, exposições e cineclube. A Casa é gerida por Ana Elisa Lidizia, Bruno Girardi, Mila Pinho, Jac Melo, Rachel Balassiano e Roberta Ristow.

Ambas as Casas se identificam pelas práticas coletivas, pela educação pela arte e pela potência dos encontros.

 

A partir de julho, a Rua Turi 213 comportará os dois projetos e promoverá sua interseção.

Agendamento visitação :  instagram  ou whatsapp)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VALORES

 

  • VALORES (indicar preferencia/possibilidade na inscrição):

    • 1 Vaga com bolsa integral

    • 1 - 2 vagas  R$750 por mes  (meia bolsa)

    • 1 vaga valor integral = R$1.500 por mês (totalizando R$3.000)

  • As condições de pagamento podem ser negociadas. 

  • Vagas serão destinadas a bolsistas, sendo uma integral e a outra de 50%. A bolsa não inclui qualquer tipo de valor a ser recebido pelo/a artista selecionado/a e sim gratuidade na participação do programa.

 

 

 

EQUIPE DO PROJETO

Screen Shot 2022-07-03 at 21.30.33.png
featured00_square.jpeg

Isabella Rjeille é curadora, escritora e editora. Atualmente trabalha como curadora no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP). Entre 2015 e 2021, atuou como co-edita o jornal Nossa Voz, uma publicação da Casa do Povo. No MASP, Rjeille foi curadora das exposições Maria Martins: Desejo imaginante (2021), Histórias feministas: artistas depois de 2000 (2019), Djanira: a memória de seu povo (2019), Lucia Laguna: vizinhança (2018), Tunga: O corpo em obras (2017-18), e Tracey Moffatt: Montagens (2017). Ela também foi responsável pela apresentação da mostra Senga Nengudi: topologias (originalmente concebida e curada por Stephanie Weber no museu Lenbachhaus, em Munique) em 2020 no MASP. Como curadora independente, seus projetos incluem TOTEMONUMENTO (2016, Galeria Leme, São Paulo), O que caminha ao lado (2015, SESC Vila Mariana, São Paulo) e Frente à euforia (2014,Oficinas Culturais Oswald de Andrade). Em   2016 trabalhou como assistente curatorial da 32ª Bienal de São Paulo – Incerteza Viva (2016). No contexto da Bienal, Rjeille co-editou a antologia de textos Dias de Estudo com Jochen Volz.

Screen Shot 2022-07-05 at 14.32.48.png

SOBRE A CASA DA ESCADA COLORIDA

A Casa da Escada Colorida é um espaço independente de arte, fundado em 2019, com a missão de fortalecer a comunidade artística e democratizar a cultura por meio de educação, geração de oportunidades e processos de gestão cultural. 

 

Fundada na Escadaria Selarón - Rio de Janeiro, a Casa preservada pelo Patrimônio Artístico do Rio de Janeiro,  e possui um programa de residência artística com atelie no Rio (6 meses), um programa de Acompanhamento Crítico para Artistas (3 meses) e um programa de Residência de Curadoria (3 meses), além de cursos, laboratórios e oficinas de curta duração.

 

Em julho de 2022 a Casa abriu as portas em São Paulo e iniciará um ciclo de residência artística com duração de 2 meses.

APOIO

A Sitawi Finanças do Bem é uma organização sem fins lucrativos que gerencia e mobiliza recursos para impulsionar propósitos transformadores, desenvolvendo e apoiando iniciativas que buscam construir um futuro mais sustentável e igualitário. 
Através de investimento de impacto e gestão de fundos filantrópicos, a organização conecta pessoas e instituições que querem investir em um mundo melhor com iniciativas e negócios que estão promovendo a mudança lá na ponta. Em 14 anos de história, a Sitawi já ultrapassou o marco de R$300 milhões mobilizados para impacto socioambiental positivo.

 

Saiba mais sobre a Sitawi e faça parte desta transformação.