Múltiplos

Edição #1

Como parte da comemoração do aniversário de 3 anos da Casa da Escada Colorida, lançamos uma primeira edição de múltiplos. Esta edição conta com a parceria de três artistes selecionades que já participaram de programas de residência e acompanhamento artístico na Casa: Arorá, Marina Lattuca e Pedro Carneiro. 

Screen Shot 2022-09-13 at 20.25.59
Arq_Edição_Pedro
Cópia de Cópia de Ocupa2
Arq_Edição_Arorá
WhatsApp Image 2022-06-05 at 18.27.42
Arq_Edição_Marina_02

Conceito

Como espaço de arte independente, a Casa da Escada Colorida preza pela formação de novas potências artísticas no cenário das artes, e pela aproximação com o mercado. 
Paralelamente, desejamos fomentar um público de colecionadores em potencial, ou seja, aquelas pessoas que estão iniciando suas coleções de arte, mas ainda não são atendidas pelo mercado tradicional de feiras e galerias. 

Nesse contexto, a Casa da Escada selecionou 3 artistes para esta série. São 3 trabalhos, com uma tiragem limitada de 30 por trabalho, que podem ser adquiridos separadamente e com preços entre R$450 e R$600.  Saiba mais sobre os artistes abaixo, e faça sua reserva!

Artistes e Trabalhos

Cópia de Cópia de Ocupa2.png

Arorá

  • Instagram

Arorá, (Rio de Janeiro, 2000) transcreve desejos e acontecimentos em imagens e objetos. Estudante de licenciatura em Artes Visuais na UERJ, atua entre as artes e a educação. Traçando um híbrido entre a fábula e a realidade, habita as entrelinhas das imagens que produz, como o caminhar de uma pérola perante uma estrutura, a conversa entre dois espelhos e a constante proliferação dos musgos sobre as pedras.

WhatsApp Image 2022-06-05 at 18.27.42.jpeg

Marina Lattuca

  • Instagram

Marina Lattuca nasceu no Rio de Janeiro e se utiliza de escrita, pintura, desenho e costura para o desenvolvimento de arquétipos e mitologias próprias. A artista é formada em Jornalismo pela PUC-RJ, foi aluna da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e atualmente está em residência na Despina. Dentro de sua prática, se dedica a escrever imagens e desenhar textos. Em uma espécie de autopoiesis, sua pesquisa se concentra na invenção e releitura de novas mitologias e misticismos, tendo como objeto de experimento seu próprio corpo e memórias.

Screen Shot 2022-09-13 at 20.25.59.png

Pedro Carneiro

  • Instagram

Nascido no Rio de Janeiro, em 1988, Pedro Carneiro constrói sua produção pautado nas questões relativas à herança diaspórica afro-latina e a cultura pop. Através de pinturas, intervenções urbanas, instalações e desenhos, seus trabalhos refletem histórias reais e inventadas tendo como ponto de partida o reencontro com sua ancestralidade. Pedro Carneiro é mestrando em Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de 
Janeiro).